A raquete de tênis

A superfície de contato de uma raquete deve ser plana e consiste de um padrão de cordas cruzadas ligadas a um aro e alternadamente entrelaçadas onde cruzam. O padrão de encordoamento deve ser geralmente uniforme e, em particular, não menos denso no centro do que em qualquer outra área. A raquete deve ser desenhada e encordoada de forma que as características de jogo sejam idênticas em ambos os lados.

As cordas devem estar livres de quaisquer objetos fixados ou projetados que não sejam utilizados única e especificamente para limitar ou prevenir desgaste ou vibração.

Esses objetos devem ser razoáveis em tamanho e colocação para esses fins.

O aro da raquete nos deve exceder 73,66cm em comprimento total, incluindo o cabo. O aro da raquete não deve exceder 31.75cm em largura total. A área de contato não deve exceder 39.37cm em comprimento total e 29,21cm em largura.

O aro, incluindo o cabo, deve estar livre de objetos agregados e dispositivos outros que não aqueles utilizados única e exclusivamente para limitar ou prevenir desgaste ou vibração, ou distribuir peso. Quaisquer desses objetos devem ser razoáveis em tamanho e colocação de acordo com esses fins.

O aro, incluindo o cabo, e a área encordoada, devem estar livres que qualquer objeto que torne possível mudar materialmente o formato da raquete, ou mudar a distribuição do peso na direção do eixo longitudinal da raquete ou que deliberadamente mude qualquer propriedade física da raquete que possa afetar a performance da raquete durante a disputa de um ponto. Nenhuma fonte de energia que de qualquer maneira mude ou afete as características de jogo de uma raquete deve ser construída ou anexada a uma raquete.

Fonte: Site da Federação Paulista de Tênis | Fevereiro 2014

Deixe seu comentário

*

Customizado por Dale! marketing digital