Como escolher a raquete certa pra você

Escolhendo a Raquete Certa

Muitos fatores devem ser considerados no processo de escolha de uma nova raquete, como marca, empunhadura e tamanho da cabeça. Todas essas informações, aliadas a grande variedade de modelos disponíveis no mercado, torna o processo de escolha bastante complicado. Buscaremos aqui dar uma base para facilitar esta escolha, tanto para aqueles que já têm idéia do que esperam de sua nova raquete quanto para os que são novatos no esporte.

Sugerimos que você leia também nossa seção de “Tecnologia de Raquetes”, onde você encontrará uma descrição das tecnologias utilizadas em cada raquete. Fica a nossa dica para que você leia também a seção “Glossário de Termos”, que contém explicações de diversos termos utilizados no tênis de campo e que facilitará sua compreensão deste texto bem como deste site de forma geral.

AS RAQUETES PODEM SER DIVIDIDAS EM TRÊS PRINCIPAIS CATEGORIAS:

A. Raquetes de Força ou de Iniciante

Essas são raquetes que tem como principal qualidade a força de golpe. Na maioria dos casos, este tipo de raquete tem cabeça oversize ou super-oversize (107-135 polegadas quadradas), são leves (227- 270 gramas), mais compridas (68,5 – 74 cm), mais rígidas e com o equilíbrio deslocado em direção a cabeça de forma a reter o peso na área de contato. São recomendadas para jogadores com um swing mais curto e lento e que desejam mais força da raquete.

São exemplos de raquete de força:

B. Raquetes Intermediárias

Essas raquetes apresentam uma mistura de características das raquetes de Iniciantes e das raquetes de performance. Elas são em sua maioria de peso intermediário (227 – 310 gramas), apresentam um equilíbrio levemente deslocado para cabo até levemente deslocado para a cabeça, tem cabeça mid-plus (95-102 polegadas quadradas) e um comprimento também alongado (70-74 cm). Essas raquetes apresentam força de médio-baixa a médio-alta sendo recomendadas para jogadores intermediários e avançados que buscam uma raquete mais manuseável.

São exemplos de raquetes intermediárias:

C. Raquetes de Controle ou Performance

São raquetes utilizadas por profissionais e jogadores de alto nível. Esses modelos são tipicamente mais pesados (326 – 370 gramas), tem cabeças menores (85 – 98 polegadas quadradas), mais finas, mais flexíveis e com equilíbrio deslocado para o cabo de forma a obter uma raquete mais manuseável. O resultado é uma raquete de baixa potência, concebida para os jogadores que fornecem sua própria força e preferem uma raquete que oferece mais controle.

São exemplos de raquetes performance:

QUANDO FOR ESCOLHER SUA RAQUETE, VOCÊ PRECISA CONSIDERAR AS SEGUINTES CARACTERÍSTICAS

Rigidez do Aro

A rigidez do aro esta relacionada a quanto o aro se curva no momento do impacto com a bola. Uma raquete mais dura se curva menos, dando uma maior potência na bola. Já uma raquete mais flexível se curva mais, resultando em uma maior perda de energia e portanto menor potencia na bola. Um erro muito comum é pensar que raquetes mais flexíveis retornam mais potencia a bola devido ao efeito catapulta. Isso não é verdade, pois o tempo que a bola permanece em contato com as cordas é muito menor do que o tempo necessário para o aro da raquete retornar ao seu formato original, impossibilitando o efeito catapulta.

Não é só na potencia que a rigidez do aro influência, também está relacionado ao controle e conforto de uma raquete. No geral, raquetes mais rígidas oferecem menos controle e são menos confortáveis que as mais flexíveis. Outro efeito pouco conhecido da rigidez do aro está na quantidade de “spin” que a raquete pode gerar. Raquetes mais rígidas produzem menos “spin” que as mais flexíveis, isso se deve ao fato do tempo de contato com a bola para essas raquetes ser menor.

Tamanho de Cabeça

O tamanho da cabeça está diretamente relacionada a força – a cabeça maior irá fornecer mais potência do que uma cabeça menor, considerando todas as outras características iguais. A cabeça maior oferece uma maior área para bater e um maior “sweetspot”, proporcionando mais tolerância para batidas fora de centro. As raquetes de hoje são oferecidas em tamanhos de cabeça que vão 85 a 135 polegadas quadradas, sendo que as mais comuns se encontram entre 95 e 110 polegadas quadradas. Estes tamanhos são mais comuns porque oferecem uma boa relação entre potência e controle. De modo geral, cabeças menores são apropriadas para jogadores mais avançados que visam um maior controle, enquanto as cabeças maiores são mais apropriadas para jogadores iniciantes e intermediários que procuram mais potência e maior “sweetspot”.

Empunhadura

A empunhadura também deve ser levada em consideração na hora de escolher uma raquete. Atualmente diversas marcas incorporaram sistemas de absorção de choque e vibração nas empunhaduras das raquetes. Descrições mais detalhadas das tecnologias aplicadas pelas diferentes marcas, podem ser encontradas na seção “Índice de Tecnologias”. O tamanho da empunhadura também é importante . Informações sobre como medir o tamanho certo de empunhadura para você pode ser encontrada na seção “Medindo seu tamanho de Empunhadura”.

Comprimento

O comprimento das raquetes atuais varia de 68,5 a 73,7 cm, que é o limite legal de jogar torneios. As raquetes “standard” têm 68,5 centímetros de comprimento. As raquetes mais longas oferecem maior alcance em “groundstrokes”, acrescenta alavanca ao saque e aumenta levemente a sua potencia. A maioria das raquetes mais longas são mais leves do que suas contrapartes de comprimento padrão. Isso é feito para manter uma raquete tão manuseável quanto à outra.

Padrão de Encordoamento

Muitos jogadores ignoram essa característica, mas é preciso salientar que o encordoamento influencia no desempenho de uma raquete. O padrão de encordoamento é descrito por uma seqüência de dois números, por exemplo, 16/19 ou 18/20. O primeiro número refere-se a quantidade de cordas dispostas na vertical na cabeça da raquete e o segundo número a quantidade de cordas dispostas na horizontal. Assim em uma raquete 16/19 as cordas são mais espaçadas que em uma raquete 18/20.

Raquetes com espaços maiores entre as cordas, proporcionam maior potência na devolução e também possibilitam mais “spin”. Por outro lado, o espaçamento maior entre as cordas ocasiona um maior deslocamento das mesmas, aumentando a fricção e levando as cordas a partirem com maior freqüência. Já os padrões de encordoamento mais densos com menor espaçamento entre as cordas, apresentam uma menor potencia e dão menos “spin”, proporcionando maior durabilidade das cordas.

Peso e Equilíbrio

Essas são as duas características que mais influenciam no desempenho e sensação da raquete. De forma geral, raquetes mais pesadas têm maior potencia, são mais estáveis e transmitem menos impacto que as mais leves. Já as mais leves são mais manuseáveis e possibilitam que o jogador tenha um “swing” mais rápido. Usualmente as raquetes mais pesadas têm um equilíbrio mais próximo ao cabo, isso mantém a raquete manuseável e a potencia é compensada pelo maior peso. Já as raquetes mais leves têm, em geral, o equilíbrio deslocado em direção a cabeça, isso é feito para possibilitar que a raquete mantenha a potencia apesar do peso reduzido.

Uma forma simples de verificar onde esta o equilíbrio da raquete é posicioná-la horizontalmente e apoiá-la inserindo o dedo indicador no coração da raquete.

Escolhendo a Raquete Certa

Se a raquete permanecer paralela ao chão ela é uma raquete equilibrada. Se a cabeça descer ela tem o equilíbrio deslocado para cabeça, caso o cabo desça ela tem o equilíbrio deslocado para o cabo.

Mas qual raquete é melhor para você? Esta é uma pergunta que muitas vezes em o próprio jogador sabe responder. Recomendamos que você experimente jogar com os diversos tipos de raquete e veja qual se adapta melhor ao seu estilo de jogo. Caso isso não seja possível seguem algumas características gerais para ajudar a te orientar:

Raquetes pesadas e com equilíbrio no cabo

São raquetes para jogadores profissionais e avançados, oferecem maior controle, mas faz com que o jogador tenha fazer mais força para obter potência no golpe.

Raquetes leves com equilíbrio na cabeça

São raquetes em que o peso foi reduzido para obter uma raquete mais manuseável, mas a potencia foi mantida deixando o peso na cabeça igual. Isso resultou em uma raquete com a cabeça mais pesada. São raquetes com maior potencia e mais manuseáveis, no entanto, oferecem menos controle. Um ponto importante a ser lembrado aqui é que em uma raquete leve é possível adicionar peso, mas não é possível tornar uma raquete pesada mais leve.

Confira na GalliTennis opções de raquete:

9 comentários

  1. gomes disse:

    Parabéns pela qualidade dos artigos

  2. José Elyézer S Rezende disse:

    Achei o artigo de grande utilidade. Sou principiante no esporte e os principiantes em qualquer esporte necessitam de artigos como este. Obrigado. Parabéns

  3. Melegaro disse:

    Quero agradecer pela ajuda prestada, como sou iniciante foi de grande valia essas informações. parabéns.

  4. annunciação disse:

    Parabéns pelo belo artigo.
    Pois são artigos como este que ajuda aos iniciantes como eu a se entusiasmar pelo esporte

  5. cezar disse:

    São fantasticas as matérias. Parabens.

  6. Alexandre disse:

    Excelente matéria, assim como o site. Os jogadores mais avançados talvez não precisem, mas este tipo de texto é útil para quem está começando. Parabéns!

  7. Rafael disse:

    Sempre tive vontade de jogar tênis, mas devido a falta de oportunidade não consegui ingressar nesse lindo esporte. Hoje tenho tempo e disposição para tal atividade e me sinto mais confiante em praticá-la após ter lido essa matéria. Obrigado pelo artigo!

  8. Luís disse:

    Oi , a minha raquete é 3 3/8 , que tipo de L é a minha raquete ?

  9. JogandoTênis disse:

    Olá Luís, tudo bem?
    A maioria das raquetes fabricadas são tamanho 3, também conhecido por 3/8, 4 3/8 (USA), L3 (EUROPA).
    Pesquisando, não encontrei raquete de tênis 3 3 3/8.
    Com isso, acredito que a empunhadura da sua raquete é a mesma da citada acima, mais conhecida com L3 4 3/8.

    Espero ter ajudado!

Deixe seu comentário

*

Desenvolvido por Slice